Nosso Blog

O ouro é bom, mas o Bitcoin é muito melhor.

Roberto Cardassi 22 de julho de 2019
Bitcoin o ouro na era digital

Na última década, o bitcoin passou de um experimento de pequena escala para o líder dominante de uma nova classe de cripto ativos.

Com uma capitalização de mercado de mais de US$ 100 bilhões, segundo os sites de ranking mais respeitados e já é um fato de que, o bitcoin tem o potencial de revolucionar muitos aspectos financeiros e tecnológicos de nossas vidas. Assim como o computador e a internet transformaram radicalmente o modo como as pessoas armazenam, processam e trocam informações, o bitcoin aprimora radicalmente as formas como podemos comprar, pagar e processar valores e dados.

Enquanto o ouro, historicamente desempenhou um papel central nas economias impulsionadas pela troca física, o mundo em que vivemos hoje é digital. À medida que nossos sistemas de dinheiro e pagamento evoluem, o bitcoin surgiu como um ativo de valor muito mais moderno a aderente aos dias atuais e é um substituto óbvio para o ouro.

Isso porque o Bitcoin possui uma composição superior e qualidades criadas para uma economia global digital, entendo o porque:

Escassez

Como o ouro, os bitcoins são ativos escassos. Assim como novos depósitos ou minas de extração de ouro são descobertos todos os dias, novos bitcoins entram em circulação aproximadamente a cada dez minutos. Ao contrário do ouro, no entanto, a oferta total de bitcoins que entrará em circulação é limitada a 21 milhões de unidades de moedas, que está previsto alcançarmos este montante total em torno do ano 2140. Hoje, cerca de 17,7 milhões de bitcoins estão em circulação, ou seja, 84% do total.

Rastreabilidade

Bitcoins são ativos criptográficos únicos e que são verificáveis diretamente ​​na blockchain, em tempo real, de qualquer lugar do mundo e por qualquer pessoa, já estamos falando de transações públicas. O ouro, por sua vez, ofereci muitos riscos em negociações no mercado não oficial, seja por falsificações, conhecidos por ouro de tolo, pela necessidade de perícias e até mesmo por falta de segurança.

Durabilidade

Bitcoins residem em uma carteira de código aberto imutável e mantido por uma rede global de usuários. Como a rede não possui um único ponto de falha, ela é incrivelmente resistente a ameaças. por ser uma moeda exclusivamente nativa de uma rede financeira global, os bitcoins representam uma reserva de valor resiliente com utilidade real.

Portabilidade

Como ativo digital, o bitcoin é muito mais portátil que o ouro. A conectividade à Internet é tudo o que é necessário para realizar transações em bitcoins, seja por meio de um computador ou até mesmo dos dispositivos móveis mais simples. Então, se você tem um telefone – como 4,7 bilhões de outras pessoas no mundo – você já pode carregar, enviar e receber bitcoins de qualquer lugar do mundo ao alcance das suas mãos.

Divisibilidade

Todos os bitcoins são exibidos na oitava casa decimal, criando 100 milhões de unidades dentro de cada bitcoin. A menor unidade possível, um ‘satoshi‘, que representa 0,00000001 de um único bitcoin. Imagine um mundo em que você pode enviar uma pequena fração de um bitcoin em vez de um “curtir” no Twitter para seus amigos, caridade ou realizar compras em locais que aceitem criptomoedas com o clique de um botão. Tente fazer isso com uma barra de ouro.

Equiparidade

Um bitcoin representa o mesmo valor exato de outro bitcoin na rede. O mesmo pode ser dito do ouro? Você trocaria o anel de ouro de um estranho por um com a sua total confiança, tendo a certeza de que eles valem exatamente o mesmo valor?

Aceitabilidade

Bitcoin e outras criptomoedas já são reconhecidos por governos e instituições em todo o mundo e a cada dia que passa, mais redes e estabelecimentos já aceitam receber em Bitcoin e outras moedas digitais, até este momento são mais de 200.000 comerciantes em todo o mundo que aceitam bitcoin.

Se compararmos com o ouro, quantos estabelecimentos permitem que você pague sua conta um pedaço de metal, que pode ser de ouro verdadeiro ou não, ou até mesmo com uma jóia?

Conclusão

Sim, o Bitcoin pode substituir o ouro, porque é melhor em vários sentidos, inclusive nos já citados anteriormente. Não estamos falando somente de valor monetário, mas de fatores que são essenciais para promover a adoção e uso de um ativo para a sociedade.

O ouro já foi o bem mais precioso em nossa história passada e vai continuar tendo seu valor em jóias, mas não como ativo financeiro. O Bitcoin é o novo ouro na era digital. 

Para aprender mais sobre o Bitcoin e outras criptomoedas, acompanhe nossas publicações.


Importante:

Este material é somente para finalidades informacionais. Esta não é uma oferta de compra ou venda, ou uma solicitação de qualquer oferta de compra ou venda de qualquer dos ativos mencionados. As informações apresentadas não envolvem a prestação de consultoria personalizada em investimentos, finanças, leis ou impostos. Certas declarações aqui contidas podem constituir projeções, previsões e outras declarações prospectivas, que não refletem obrigatoriamente resultados reais e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As informações fornecidas por fontes de terceiros são consideradas confiáveis ​​e não foram verificadas independentemente quanto à precisão ou integridade e não podem ser garantidas. As informações aqui contidas representam a opinião do (s) autor (es), mas não necessariamente da BlueBenx.

Todo investimento está sujeito a riscos, incluindo a possível perda do dinheiro investido. Como em qualquer estratégia de investimento, não há garantia de que os objetivos de investimento sejam alcançados e os investidores possam perder dinheiro. A diversificação não garante lucro ou protege contra uma perda em um mercado em declínio. O desempenho passado não é garantia de resultados futuros.


TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE