Nosso Blog

Comportamento do investidor: o que causa a sensação de medo e a necessidade de liquidar os investimentos?

BlueBenx 30 de março de 2020

Nós acompanhamos no último mês o medo em relação aos efeitos do coronavírus (covid-19) abalar os mercados financeiros pelo mundo todo. Quando a doença tomou proporções catastróficas na China e casos começaram a ser registrados na Europa o mercado de capitais passou a temer o que poderia acontecer na economia. No Brasil, o comportamento do investidor e a ansiedade fez com que as pessoas entrassem em pânico e começassem a liquidar seus investimentos. Em março o ibovespa já registrou queda de -35,62% e no acumulado do ano a baixa chega a -42%.

Muitos fatores afetam a confiança e medo do mercado. Cada pessoa tem seus motivos para em momentos como esse tomar a decisão de sair de suas posições, liquidar investimentos ou migrar para alternativas mais seguras. Apesar das decisões serem individuais elas sempre são tomadas com base em sentimentos. Quando alguém decide investir faz isso considerando sonhos, projetos, desejos, valores e crenças. Não seria diferente na hora de liquidar e resgatar o dinheiro.

Comportamento do investidor

Considerando esses aspectos podemos elencar alguns sentimentos que deixam os investidores mais sensíveis durante esse momento:

Medo

Diante de tantas notícias ruins o medo toma conta das decisões racionais. A cobertura midiática e a super exposição ao tema  nos coloca em estado de alerta. Onde absolutamente tudo passa a tomar proporções gigantescas. Nós defendemos e apoiamos a disseminação de informação, afinal o conhecimento, os dados e as opiniões embasadas são a melhores ferramentas para a tomada de decisão. Mas é importante ter cautela sobre onde e como se informar. Buscar fontes de credibilidade e não se deixar levar pelo sensacionalismo.

Ansiedade

Antecipar cenários e problemas que ainda nem existem. A ansiedade é o principal fator que abala a confiança diante dos mercado de capitais. A percepção de que estamos vulneráveis e que existem fatores que fogem ao nosso controle faz com que nos precipitemos. Esse acaba sendo um dos principais aspectos que agem sobre a especulação de mercado. Quanto maior a ansiedade diante de um cenário de incertezas maior a especulação e a volatilidade.

Pessimismo

Analisar as informações e chegar a conclusão de que esse é um momento irreversível, onde as coisas só vão piorar daqui pra frente faz qualquer pessoa desistir dos investimentos, ainda mais aqueles de alto risco. Mas, o pessimismo é provavelmente o pior sentimento diante de tudo o que está acontecendo, isso porque ele não está embasado em dados, mas sim em achismo e previsões infundadas. Ele acaba acometendo os investidores que têm pouca experiência e que não conseguem fazer uma observação de longo prazo sobre as reversões de mercado. É importante frisar que a economia é cíclica e que períodos de crise são sempre sucedidos de crescimento. Essa não é uma informação baseada em achismo ou otimismo, mas em dados históricos.  

Efeito manada

Caracterizado pela falta de planejamento e pela falta de foco o efeito manada é um grande causador de rombos financeiros em momentos com o que estamos vivendo. Quando o investidor não tem clareza sobre o que está fazendo, ou sobre o porquê está investindo, ele fica altamente vulnerável a seguir o comportamento e a decisão de outras pessoas. É nesse momento, por não ter foco em seu objetivo, que grandes perdas financeiras acontecem.

 

“As crises são cíclicas e na maioria dos casos elas afetam, em maior ou menor proporção, a confiança dos investidores e a disposição para o risco. Em momentos como o que estamos é comum vermos uma fuga para investimentos de menor risco. No entanto, as pessoas que apostam no retorno do mercado podem ter ganhos exponenciais no longo prazo. Isso já aconteceu antes, depois de fortes quedas houve uma recuperação massiva do mercado, onde rendimentos esperados para um ano aconteceram em semanas. Não há motivos para desespero financeiro no comportamento do investidor. Os governos do mundo todo estão se movimentando para injetar dinheiro na economia, incentivando a produção e liberação de crédito. É certo que o mercado vai retomar assim que a pandemia começar a perder força”,

 

expõem Roberto Cardassi, CEO da BlueBenx, plataforma internacional de negócios com cripto ativos e tokens. 

 

Dicas para não perder o controle diante dos acontecimentos!

Para ajudar os investidores que estão perdidos diante de tantas emoções separamos cinco dicas dicas. Vamos a elas?

Mantenha a calma, os mercados sempre oscilam

Já é certo que em momentos turbulentos, seja dentro do espectro econômico, político, contextos de guerras e até mesmo de surtos como o do coronavírus, os mercados despencam. Mas, também é possível verificar historicamente que eles voltam. Muitas vezes estes retornos valorizam ainda mais os mercados, seja pelo sentimento de otimismo e pela média real do valor de cada ativo do mercado. É o que chamamos de reversões de mercado, ou no terno técnico pullback. Manter a calma e analisar com ponderação é a primeira dica para passar pela turbulência dos mercados.

Tenha planejamento e foco no objetivo

Quando estiver montando a sua carteira tenha foco e planejamento. Saiba porque está fazendo aquele investimento, o que espera conseguir em termos de resultado. A reserva de emergência é a primeira que precisa ser consolidada. Ela que te dará segurança de passar por momentos de crise como o que estamos vivendo sem se apavorar diante das quedas do mercado.

Diversifique sua carteira

Apostar tudo em um único investimento e posicionar a carteira toda de uma vez é receita certa para o desespero diante da queda do mercado. Portanto, busque a diversificação da sua carteira e escolha seus investimentos de acordo com o seu perfil de investidor. Se você tem pouca disposição ao risco reserve menos dinheiro para ativos de alta volatilidade. Se você gosta de aproveitar as oportunidades desse mercado saiba que você também precisa ter um controle emocional maior.

Não saia de todas as suas posições

Se você seguiu a dica um e dois, essa é só um complemento. Quando temos consciência sobre nosso objetivo e quando montamos uma carteira com base em nossos valores pessoais estamos menos expostos a seguir o efeito manada. Sair de todas as posições de uma vez pode agravar essa sensação de medo em todas as pessoas. Portanto, avalie suas opções e tome decisões embasadas por dados.

Procure alternativas seguras e rentáveis

Como já dito anteriormente momentos de crise são também de grandes oportunidades. Parece que está todo mundo perdendo dinheiro nesse momento. Mas isso não é verdade. Portanto, faça uma análise sobre o mercado, investigue as oportunidades e procure por alternativas que ofereçam diversificação e rentabilidade.


TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE