Nosso Blog

Bitcoin apresenta valorização de 24% em julho

BlueBenx 05 de agosto de 2020

Crescimento foi impulsionado pelo anuncio de regulamentação dos bancos norte-americanos

Depois de passar mais de dois meses em uma movimentação lateral o Bitcoin, junto com outras criptomoedas, apresentou uma valorização expressiva. De acordo com nosso monitoramento o Bitcoin (BTC) fechou o mês com um crescimento superior a 24% rompendo a faixa dos U$9500,00 e chegando a bater U$12 mil dólares no primeiro final de semana de agosto. Apesar de ser impossível estabelecer condições de causa e efeito no preço das criptomoedas, a fintech observa que regulamentação dos bancos norte-americanos impulsionou o mercado digital pressionando as negociações e influenciando no ânimos dos investidores.

De acordo com o anúncio feito pelo Gabinete Controlador de Moedas dos Estados Unidos – OCC na última quinzena do mês de julho, os Bancos americanos agora podem oferecer e custodiar criptomoedas aos seus clientes. A novidade alavancou os preços das principais criptomoedas fazendo com que o Bitcoin rompesse a tendência lateral e começasse e voltasse a uma tendência de alta que não víamos desde o agravamento da crise de Covid-19.

As criptomoedas que demonstram melhor performance em julho foram:

Bitcoin (BTC) +24,04%
Ethereum (ETH) +53,52%
Ripple (XRP) + 47,94% 
BitcoinSV (BSV) +46,63%
Litecoin (LTC) +41,23%
Monero (XMR) +33,15

 

““Esta decisão é um passo importante para fortalecer o posicionamento do mercado digital e pode inclusive posicionar os bancos como os maiores investidores em cripto ativos no mundo. Essa entrada vai trazer ainda, uma maior competição, onde instituições tradicionais começarão a dar acessibilidade a um número maior de interessados e com isto descentralizar as negociações, hoje concentradas em grandes exchanges. Uma vez que os bancos, categoria considerada conservadora, entrarem nesse mercado inovador e disruptivo, outras empresas e segmentos se sentiram encorajados a explorarem as possibilidades das criptomoedas”, afirma Roberto Cardassi”, afirma Roberto Cardassi.

 

A presença de grandes instituições também fará com que os investidores ganhem ainda mais confiança nesse segmento e passem a reconhecer as criptomoedas como uma nova forma de reserva de valor. “Cada vez mais o Bitcoin é reconhecido como um ativo de “proteção” contra as tensões geopolíticas e econômicas e a disputa entre EUA e China pode solidificar essa visão sobre o mercado cripto”, complementa.

Por enquanto, só a especulação dos investidores fez com que o preço subisse, mas a expectativa é que nos próximos meses algumas instituições de peso comecem a oferecer os serviços de criptomoedas aos seus clientes e aí veremos um crescimento real de interesse e movimentação.


Importante:

Este material é somente para fins informativos.

Esta não é uma oferta de compra ou venda, ou uma solicitação de qualquer oferta de compra ou venda de qualquer dos ativos mencionados. As informações apresentadas não envolvem a prestação de consultoria personalizada em investimentos, finanças, leis ou impostos. Certas declarações aqui contidas podem constituir projeções, previsões e outras declarações prospectivas. Estas não refletem obrigatoriamente resultados reais e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As informações fornecidas por fontes de terceiros são consideradas confiáveis ​​e não foram verificadas independentemente quanto à precisão ou integridade e não podem ser garantidas. As informações aqui contidas representam a opinião do (s) autor (es), mas não necessariamente da BlueBenx.

Todo investimento está sujeito a riscos. Incluindo a possível perda do dinheiro investido. Como em qualquer estratégia de investimento, não há garantia de que os objetivos de investimento sejam alcançados e os investidores possam perder dinheiro. A diversificação não garante lucro ou protege contra uma perda em um mercado em declínio. O desempenho passado não é garantia de resultados futuros.


TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE